top of page
Buscar
  • Foto do escritorLécio Melo

TECNOLOGIA NO CAMPO (Para ler, clique na imagem.)

Atualizado: 6 de nov. de 2020

Por muito tempo ouvi dizer que os produtores rurais não gostam de tecnologia e isso sempre me incomodou. Aquele “caipira” caricaturado nas festas juninas, com roupas remendadas, cigarro de palha, dente podre, calça mostrando as canelas, botina velha, chapéu esfiapado, espingarda e enxada definitivamente não representa o nosso “homem do campo”. A produção de alimentos é, sem dúvida alguma, a primeira interação do ser humano com a tecnologia. Basta pensar que para produzir seu alimento o homem primitivo desenvolveu ferramentas, e talvez esta seja a mais notória diferença entre os seres humanos e os demais animais. Dessa forma fica muito claro que a tecnologia e a produção de alimentos são parceiras de longa, muito longa data.

No início do século XX, um pouco após o início da revolução industrial, já surgia nos grandes centros mundiais o início do que conhecemos hoje como agricultura de precisão, porém só após a década de 80 é que tal tecnologia ficou mais acessível. Interessante perceber que isso foi muito antes do celular ou do GPS em carros, mas naquela época já se viam máquinas agrícolas com GPS e ar-condicionado, porém ainda era tudo muito caro, acessível apenas para os grandes produtores.

Hoje, empresas especializadas como a S3 Drones – consultoria e soluções agrícolas, usando Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPA) e modernos programas de computador (software), oferecem vários tipos de serviço ao produtor, tudo com preço muito acessível, rapidez na entrega e segurança técnica, devido ao rigoroso conhecimento técnico da equipe de trabalho. Tudo isso contribui para a melhor produtividade e, se for o caso, a pronta intervenção por parte do produtor.

Nos dias atuais não é possível imaginar uma propriedade rural economicamente viável (que dê lucro) que, em todas as suas fases produtivas, não esteja andando de mãos dadas com a tecnologia.

Respeito as tradições e gosto demais das festas juninas, para fins de diversão o “caipira” representado é divertido, engraçado e não constrange o homem do campo, que é simples por natureza, porém gosto muito de vê-lo nas feiras tecnológicas e exposições agropecuárias, pois nestes lugares podemos ver as “pessoas do campo” como elas realmente são, em seu atual cenário.

A S3 Drones – consultoria e soluções agrícolas possibilita a todos os produtores, sejam eles pequenos ou grandes, o acesso à tecnologia de forma simples, confiável, barata e segura.

59 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page